Um Otimo livro pra se ler.

O LIVRO PELO AUTOR

Um dia, em 1997, um amigo me falou que estava coletando termos ligados ao universo dos usuários de maconha e que queria me mostrar. A ideia dele era fazer uma espécie de dicionário. Li o que ele já havia escrito e gostei, e pensei em criar não apenas um dicionário mas um livro, que teria também alguns contos bem humorados sobre o tema.

O resultado é este livro. Meu amigo preferiu manter-se no anonimato, de forma que, atendendo a seu pedido, não o citei no livro.

A primeira edição, com mil exemplares, é de 1998, e foi custeada por nós dois. O livro tinha formato padrão (14×21), com capa e ilustrações do genial desenhista Hemetério, e o subtítulo era diferente: “Viagem pelo universo folclórico da maconha”. A primeira edição foi vendida de forma alternativa, com poucos exemplares disponíveis em livrarias de Fortaleza, e esgotou-se sete anos depois.

Em 2005 republiquei o livro, em formato de bolso, acrescentando 4 novos contos e ampliando o glossário de termos e expressões. As ilustrações do interior foram retiradas mas mantive uma ilustração do Hemetério na capa e outra na contracapa. E o subtítulo passou a ser “Liberando o bom humor da maconha”. Esta edição de bolso não chegou às livrarias e vendeu aproximadamente 200 exemplares.

Muitas coisas curiosas e engraçadas envolvem a história deste livro. Uma delas é que recebi críticas desfavoráveis de maconheiros por estar entregando o ouro, ou seja, divulgando coisas que deveriam ficar restritas ao círculo dos usuários. Houve também quem me julgasse não autorizado a escrever tal livro pois eu não seria maconheiro o suficiente. De modo geral, a receptividade foi boa e já me sugeriram um segundo volume de histórias. Quem sabe. Há outros causos que valem a pena o registro mas depois eu conto, prometo.


.
.

CONTOS DO LIVRO
.

O dia em que papai e mamãe ficaram muito doidos
Juninho está preocupado. Seus pais decidiram experimentar um baseado para saber o que o filho via de tão bom nisso.

A profecia
A melhor maconha da galáxia, a da Terra, está faltando no mercado. Os culpados são os mulgélicos, fanáticos religiosos que tomaram o poder no planeta. O Conselho Intergalático se reúne para decidir o que fazer.

Os revolta
Pais maconheiros e filhos caretas. Isso pode dar certo?

Questão de dias
A mãe de Luís Carlos encontrou maconha no armário do filho. Ele prometeu que pararia de fumar e agora o pai quer que ele marque o dia.

Plutão sai de férias
O baseado acontecedor é aquele que provoca acontecimentos inusitados. Alfredo fumou um desses e reencontrou um amigo que acha que sua mulher o está traindo.

O último homem do mundo
Agenor só queria ser desejado pelas mulheres. Então lhe indicaram um fumo muito bom e ele fez um pacto com um demônio.

A verdadeira história do resgate do soldado Rian
O soldado Rian foi capturado pelos inimigos. Seu sargento acredita que pode salvá-lo. Mas é uma missão quase impossível.

Minhoca na cabeça
Quando o jovem escritor fuma, minhocas saem de sua cabeça. É mais um caso do além para Javier Viegas resolver.

Animação no jantar
Os pais de Mária Amélia estão impressionados com o namorado da filha, um profundo conhecedor da psicologia dos super-heróis.

A fantástica loja de ideias
Projetor 3D, supositório para disfarçar peido, máquina de sexo virtual com personalidades… Todas aquelas ideias geniais que se têm quando se está doidão são vendidas nessa loja.

GLOSSÁRIO DE TERMOS E EXPRESSÕES
A linguagem dos usuários, de A a Z. Mais de 400 verbetes.

.

figbaseadonisso2005capa3c

.

TEXTOS AFINS

Quem tem a droga, tem o poder – As quadrilhas do narcotráfico e a nova ordem no Rio de Janeiro (Série Rio Droga de Janeiro)
Os discretos sócios do narcotráfico – Muitos lucram na longa cadeia do narcotráfico (Série Rio Droga de Janeiro)
– Guerra às drogas não, antiproibicionismo sim – Descriminalizar o uso das drogas é a saída (Série Rio Droga de Janeiro)
Minha noite com a JuremaUma experiência xamânica para mudar toda uma vida

LEIA TAMBÉM

> Programas a favor da maconha se espalham pelas TVs dos EUA
(The New York Times, 20.09.09)
> Ciência e fraude no debate da maconha (Folha de São Paulo, 30.07.10)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s